Dicas para melhorar a Flacidez Cutânea

Dicas para melhorar a Flacidez Cutânea

Dicas para melhorar a flacidez cutânea

A pele é o nosso maior órgão e tem como função vital a proteção, mas também a função de regulação da temperatura e sensibilidade do organismo. É dividida em três camadas: epiderme, derme e hipoderme.

A nossa pele reflete o interior do nosso corpo. Ter uma pele saudável não se trata só de uma questão estética, mas sim de saúde.

O que pode fazer para melhorar a flacidez cutânea?

A flacidez cutânea é uma alteração da pele que afeta principalmente mulheres devido as variações hormonais que apresentam. No entanto, os homens também são afetados.

Pratique exercício físico

A prática de exercício físico moderado poderá também ajudar a melhorar a flacidez cutânea. Porém, devemos perceber que flacidez cutânea é diferente de flacidez muscular, podendo, ambas estar presentes na maioria dos casos. A prática em excesso pode ter um efeito inverso, aumentando a produção de radicais livres pelo nosso organismo. Esta produção potencia o envelhecimento precoce.

Alimentos com vitamina C e E, carotenoides e selénio são antioxidantes que ajudam no combate dos radicais livres. Outros hábitos que também aumentam a produção de radicais livres são o tabagismo, a ingestão de bebidas alcoólicas em excesso e a exposição solar de forma excessiva.

Tenha em atenção a sua dieta

Para que a nossa pele seja saudável é importante que a nossa dieta seja equilibrada, nutrindo o nosso corpo com todos os nutrientes necessários para a constante regeneração da pele. Para tal, consumo de alimentos ricos em proteínas é primordial, pois os principais constituintes da pele que conferem firmeza e elasticidade são duas proteínas, a elastina e o colagénio.

Quando pensamos em proteínas não nos devemos limitar ao consumo de alimentos de origem animal. Existem imensos vegetais ricos em proteínas que podem ser incluídos numa dieta saudável e que ao mesmo tempo irão aumentar o aporte de vitaminas e minerais. Como exemplo podemos referir os espinafres, as couves, os brócolos, os cogumelos, entre muitos outros.

Não nos podemos esquecer também das gorduras de boa qualidade, uma vez que as membranas celulares das nossas células são formadas por gorduras. Podemos dar como exemplo de boas gorduras o abacate, o azeite e os ovos. As gorduras saturadas e os alimentos ricos em açúcar devem ser evitados.

A ingestão de água é de extrema importância, para que haja uma hidratação de dentro para fora. Pode optar por bebidas não açucaradas como chá, caso não consiga beber a quantidade de água suficiente para manter a sua pele hidratada.

 

Os cuidados acima referidos podem ser complementados com tratamentos de saúde estética específicos para a flacidez. De uma forma geral, o principal objetivo de qualquer tratamento que atue para combater a flacidez é provocar uma inflamação controlada de forma a estimular a produção de colagénio para aumentar a firmeza da pele. A altura ideal para a sua realização é de Inverno, no entanto, podem ser realizados durante o ano inteiro.

 

Mais artigos

CELULITE: A PRINCIPAL CAUSA É SER MULHER

MAIS DE 100.000 TRATAMENTOS DE DEPILAÇÃO A LASER

CHOCOLATE NEGRO: AFINAL (AINDA) NÃO É UM SUPERALIMENTO!

Contacte-nos

Siga-nos no Facebook

 

 

 

Dê uma resposta