Deixar de fumar sem ganhar peso

Deixar de fumar sem ganhar peso

Fumar é a primeira causa evitável de doença, incapacidade e morte prematura nos países desenvolvidos. Em 2010, o consumo de tabaco foi responsável, em Portugal, pela morte de cerca de 11 000 pessoas fumadoras ou ex-fumadoras, devido a doenças respiratórias, cancro ou doenças do aparelho cardiovascular. Indivíduos que cessam os hábitos tabágicos antes dos 50 anos têm metade do risco de morrer nos 15 anos seguintes, devido a este tipo de doenças.

Aquando da decisão de deixar de fumar, muitas são as pessoas que recorrem a um acompanhamento nutricional, uma vez que ao longo deste processo a vontade de comer e de ingerir alimentos ricos em energia é bastante frequente e, consequentemente, o aumento de peso também.Este aumento de peso é frequentemente citado como o principal motivo para a resistência em parar de fumar, e recaída depois da cessação, especialmente nos fumadores que apresentam preocupações com o seu peso e composição corporal. Contudo, é consensual que os benefícios da cessação do consumo de tabaco são superiores aos eventuais riscos que este aumento de peso possa apresentar na saúde.

Mas afinal porque que é tao comum este aumento de peso?

– Diminuição do metabolismo;

– Diminuição da oxidação lipídica (utilização da gordura corporal como fornecedor de energia);

– Aumento da ingestão energética.

Como prevenir o aumento de peso?

É fundamentalque o fumador seja encorajado, desde o início do processo, para a importância da aquisição de estilos de vida saudáveis, nomeadamente, hábitos alimentares saudáveis e prática de atividade física regular. A aquisição de hábitos alimentares saudáveis não significa ‘’fazer dieta’’, aliás, a restrição alimentar/energética não é aconselhada nos primeiros meses da cessação tabágica, uma vez que as exigências mentais e emocionais desta restrição podem comprometer o sucesso do processo de deixar de fumar. Para além disso, está comprovado que a fome está associada à compulsão para fumar, ou seja, os fumadores fumam mais quando estão com fome. O objetivo principal quando me refiro à aquisição de hábitos alimentares saudáveis é promover um consumo alimentar adequado de forma a andar sempre satisfeito e sem apetite excessivo e, ao mesmo tempo, fazer uma alimentação equilibrada. Algumas dicas práticas:

– Anotar as horas de maior vontade para fumar e ter sempre disponíveis pastilhas elásticas sem açúcar ou frutos secos em quantidades moderadas (nozes, amêndoas, avelãs, amendoins, etc.);

– Fazer pequenas e várias refeições ao longo do dia;

– Consumir alimentos ricos em proteínas e fibras ao longo do dia;

– Beber água ao longo do dia, uma vez que esta ajuda a libertar a nicotina do organismo;

– Evitar bebidas com cafeína – optar por versões descafeinadas;

– Evitar bebidas alcoólicas;

– Pesar-se com uma frequência semanal, se possível sempre na mesma balança.

Se tiver dificuldade em controlar o seu peso durante este processo e/ou em adotar hábitos alimentares saudáveis, consulte um Nutricionista. Ele irá certamente ajudá-lo a ajustar a sua alimentação às suas necessidades diárias e dar-lhe estas e outras recomendações que lhe serão bastante úteis, e individualizadas,  para ultrapassar este processo com êxito.

Equipa de Nutrição, Clínicas Nuno Mendes

Dê uma resposta