Quais as causas e sintomas de Burnout?

Quais as causas e sintomas de Burnout?

O que é?

O termo Burnout (queimar até ao fim) é um termo com origem inglesa, designado por uma perturbação psicológica provocada pelo excesso de stress prolongado ou até mesmo crónico, e a exaustão emocional no contexto profissional quando existem situações demasiado exigentes ou competitivas para o sujeito.

Este termo está associado a um estado de desgaste do individuo quer ao nível mental, físico e também emocional ao ponto do sujeito se sentir de tal forma sobrecarregado, inabilitado e sem energia para lidar com as rotinas do seu trabalho. No entanto, o Burnout pode surgir quando o profissional é destacado para tarefas ou situações em que não se sinta capacitado o suficiente para as desenvolver.

É importante perceber que este síndrome pode conduzir a um quadro depressivo, e para tal, é fundamental procurar apoio profissional. Hoje em dia, o Burnout é visto como uma problemática que se expande à saúde pública. Este pode afetar qualquer indivíduo independentemente da sua classe profissional e até mesmo estudantes.

Sintomas de Burnout

A patologia apresenta sintomas como:

  • Nervosismo
  • Mau estar físico e psicológico,
  • Cansaço excessivo,
  • Dores de cabeça frequentes,
  • Alterações do apetite
  • Insónia,
  • Stress,
  • Negatividade constante,
  • Sentimentos de fracasso ou insegurança
  • Falta de vontade de sair da cama e de casa,
  • Alteração repentina de humor,
  • Dores musculares
  • Problemas gástricos
  • Alteração nos batimentos cardíacos.

Causas do Burnout

As causas são multifatoriais, no entanto, destacam-se

  • O ambiente profissional exigente, dado que pode existir competitividade, sobrecarga de tarefas e mudanças constantes no horário, mau ambiente entre profissionais e chefias
  • Fatores organizacionais
  • Fatores pessoais.

Dicas para combater o Burnout

É importante:

  • Identificar os fatores que possam originar o stress no contexto profissional de forma a que seja possível gerir ou combater a situação
  • Dialogar de forma frequente com os seus colegas e superiores de forma a estipular e gerir as espectativas no trabalho desenvolvido
  • Adaptar a postura ao local de trabalho salientando os aspetos mais positivos de forma a promover o bem-estar.
  • Valorizar mais a saúde:
  1. ter cuidados com o corpo;
  2. praticar regularmente exercício físico;
  3. dormir pelo menos cerca de 7 a 8 horas durante a noite.
Drª Sílvia Neto | Psicóloga das Clínicas Nuno Mendes

Mais artigos

5 Dicas Realmente Eficazes para acabar com o Stress

Psicologia Educacional

12 dicas para dormir melhor!

 

Para mais informações e um aconselhamento personalizado, entre já em contacto connosco!

Dê uma resposta